Data

05 Mai 2016



Fonte

ALERT Life Sciences Computing, S.A.





Partilhar
Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter



Lançado manual de nutrição no desporto

DGS alerta para pretensos especialistas

A Direção-Geral da Saúde (DGS) lançou esta semana um manual sobre nutrição no desporto que tem como objetivo fazer uma atualização dos conhecimentos nesta área e apoiar o aconselhamento alimentar e nutricional de todos aqueles envolvidos na prática e prescrição de exercício físico.

O manual intitulado “Nutrição no Desporto” refere que, “apesar da grande produção de conhecimento científico de qualidade nesta área, os praticantes de desporto de todos os níveis, desde aspirantes a profissionais, são hoje confundidos por uma grande profusão de informação de má qualidade, nomeadamente na internet”.

A DGS menciona que existem muitos pretensos especialistas que, muitas vezes a coberto de interesses comerciais, aconselham determinados produtos ou estratégias alimentares, sem base científica e com evidentes riscos a longo prazo para a saúde dos cidadãos.

O manual, que se encontra acessível através do sítio da DGS, refere que “a alimentação pode melhorar o rendimento e a recuperação do exercício através de estratégias nutricionais bem escolhidas e individualmente planeadas”.

Desta forma, o manual elaborado por Mónica Sousa, Vitor Hugo Teixeira e Pedro Graça tem como objetivo resumir estas estratégias, focando-se no cálculo das necessidades energéticas do atleta, do tipo, quantidade e momento de ingestão nutricional e de fluidos para manter e promover uma ótima saúde e adaptação ao treino.

As intervenções nutricionais em situações específicas e fundamentais para um atleta, como a hipertrofia muscular e a perda de peso, são também abordadas, assim como, de uma forma resumida, a problemática da suplementação no desporto.

“Para garantir uma correta aplicação e individualização das linhas orientadoras propostas por este manual, os atletas deverão ser avaliados e seguidos por um profissional de saúde, nomeadamente por um nutricionista, de preferência com formação e experiência em nutrição desportiva”, refere a DGS.