Data

24 Jan 2019



Fonte

Rádio Universitária do Minho





Partilhar
Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter



Carências

O Presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos afirma que o Hospital de Guimarães tem carências “gravíssimas” ao nível de recursos humanos.

O Presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos, António Araújo, esteve hoje reunido com os profissionais do Hospital da Senhora da Oliveira, no âmbito da acção de proximidade apelidada de “ouvir os médicos”.

Depois do encontro com um conjunto de profissionais, o presidente alertou para as dificuldades que a unidade de saúde apresenta, sobretudo a nível estrutural, de equipamentos e de recursos humanos. "Nesta reunião percebemos que estão a atravessar dificuldades de nível estrutural. O Hospital precisa de obras de remodelação na área das urgências que vão ser iniciadas brevemente, segundo o conselho de administração. Precisa ainda de uma unidade de cuidados intermédios para AVC, que não tem, e de aumentar a área de cirurgia de ambulatória. São alterações importantes e urgentes de realizar", alertou.

O dirigente identificou também problemas nos equipamentos e sublinhou a gravidade na carência de recursos humanos. "Existem problemas a nível de equipamentos informáticos e também na avaliação da condição dos doentes, que são fundamentais para a prática clínica diária. Depois, os recursos humanos. O Hospital tem carências gravíssimas ao nível destes recursos, quer a nível de áreas clínicas e não clínicas, que são críticas para o funcionamento desta unidade hospitalar".

 

Poderá consultar a notícia completa no seguinte endereço.