Data

19 Out 2016



Fonte

ALERT Life Sciences Computing, S.A.





Partilhar
Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter



Oferta de fruta a crianças carenciadas vai duplicar

Iniciativa da Associação Portuguesa contra a Obesidade Infantil

Este ano, o projeto “Um quilo de ajuda”, que oferece fruta a crianças carenciadas, vai duplicar o número de beneficiários, após o ano passado ter distribuído 120 cabazes de fruta em escolas de todo o país.

A “Missão um quilo de ajuda” é uma iniciativa da Associação Portuguesa contra a Obesidade Infantil (APCOI), que há cinco anos lançou também a iniciativa “Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável”, que até à data já envolveu mais de 236 mil alunos, de acordo com o presidente da associação, Mário Silva.

De acordo com a notícia avançada na agência Lusa, este projeto é um programa gratuito de educação para a saúde, centrado na reeducação alimentar infantil e que promove o consumo de fruta no lanche escolar, tendo, segundo dados da APCOI, aumentado em 42% o consumo de fruta.

Ao longo deste ano letivo, a associação quer a adesão de todas as escolas do 1.º ciclo e jardins-de-infância, para inverter números que, segundo a APCOI, indicam que 74% das crianças portuguesas não come fruta na quantidade recomendada.

Mário Silva explicou à Lusa que através do projeto “Heróis da Fruta” muitos professores alertaram para a necessidade de disponibilizar fruta gratuitamente, visto que há alunos carenciados que não levam lanche para a escola e que também não tomam pequeno-almoço.

Com a participação das escolas surgiu no ano passado a “Missão um quilo de ajuda”, um cabaz de fruta que é distribuído em determinadas turmas, que no ano passado chegou a 207 alunos (dos 2.263 candidatos) e que este ano vai chegar a pelo menos 400 crianças.

Mário Silva referiu que os cabazes de fruta começam a ser distribuídos a partir de fevereiro (até lá é o período de candidaturas e avaliação) e “cheios todas as semanas” com fruta da época e em várias variedades. Nas turmas apoiadas não há discriminação de alunos mas segundo o responsável as crianças com mais recursos são incentivadas a levar a sua própria fruta e até contribuir para o cabaz.

Segundo um estudo da APCOI, uma em cada três crianças portuguesas, dos dois aos 12 anos, tem excesso de peso e destas 16,8% são obesas. No mundo há 155 milhões de crianças em idade escolar com excesso de peso ou obesas.