Data

25 Out 2016



Fonte

ALERT Life Sciences Computing, S.A.





Partilhar
Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter



Atuação de biomateriais no tratamento de infeções

Estudo da Universidade do Porto


Atuação de biomateriais no tratamento de infeções

Estudo da Universidade do Porto
Investigadores da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP) estão a analisar alguns biomateriais já presentes no mercado, para verificar quais as suas potencialidades na atividade antibacteriana e no tratamento de infeções na cavidade oral.
Este projeto está a ser desenvolvido no novo laboratório da FMDUP, o Oral Biofilm Lab (OBIL), que tem como objetivo "inverter o paradigma da investigação tradicional, trazendo problemas e questões clínicas para serem analisados com abordagens de investigação fundamental", referiu à agência Lusa o professor Pedro Gomes.
Maria Helena Fernandes, a responsável pelo OBIL, referiu que o objetivo "é caracterizar os mecanismos envolvidos nos distintos perfis clínicos dos diferentes biomateriais".
Este laboratório surgiu para complementar os trabalhos realizados no Laboratório de Metabolismo e Regeneração Óssea - Bonelab -, um dos centros da FDMUP orientado para "uma investigação mais fundamental, de cariz translacional", indicou.
No caso do OBIL, o que se propõe é "um diferente paradigma", referiu Maria Helena Fernandes. Pretende-se "abordar problemas que surgem na parte clínica médico-dentária e tentar explicar os mecanismos envolvidos, utilizando uma abordagem experimental".
"A ideia é englobar os contributos investigadores das várias áreas clínicas da Medicina Dentária para resolver dúvidas e problemas que lhes sejam comuns", acrescentou Pedro Gomes.
Os responsáveis pelo novo laboratório preveem ter resultados disponíveis entre o fim deste ano e o início do próximo.